domingo, 17 de setembro de 2017

Polícia prende segundo suspeito de atentado em Londres


Um jovem de 21 anos foi detido na manhã deste domingo por suspeita de participar do ataque à estação de metrô Parsons Green, em Londres, que aconteceu na sexta-feira. De acordo com a polícia do Reino Unido, o homem encontrado em Hounslow, sudoeste da capital britânica, foi levado para prestar depoimento e não teve sua identidade revelada.
No sábado, as autoridades locais já haviam prendido outro suspeito, um rapaz de 18 anos. O homem foi detido na sala de embarque do porto de Dover, local de saída de transportes que cruzam o Canal da Mancha, sob a suspeita de preparar e instigar atos de terrorismo.
O atentado que deixou 29 passageiros feridos foi causado com um artefato de fabricação caseira, que estava em um cubo branco dentro de uma sacola de supermercado, e explodiu parcialmente em uma composição da linha District que seguia para o centro da capital britânica. No mesmo dia, o Reino Unidoelevou para o nível crítico a ameaça terrorista contra o país, que é o mais alto em sua escala e significa que um outro atentado pode ser iminente, disse a primeira-ministra Theresa May.
O ataque

A explosão causada por um artefato de fabricação caseira no metrô de Londres ocorreu por volta das 8h20 do horário local (4h20 em Brasília) em um vagão de um trem parado na estação de Parsons Greeen, no sudoeste de Londres, que estava lotado de pessoas indo para o trabalho. Segundo fotos divulgadas pela imprensa local, o artefato estava em um balde branco dentro de uma sacola de supermercado. Aparentemente, havia um detonador, mas ele não chegou a explodir totalmente. Por esse motivo, especialistas acreditam que o terrorista tinha como objetivo deixar muitas vítimas. A explosão obrigou as autoridades a fechar a estação de Parsons Green e os arredores. Vizinhos da região foram tirados de suas casas. Agora, as forças de segurança estão coletando provas que permitam localizar o responsável pelo atentado. Este foi o quinto ataque terrorista de 2017 na Inglaterra. Os outros quatro ocorreram perto do Parlamento britânico, na Manchester Arena, durante um show de Ariana Grande, na ponte de Londres e, por fim, em uma mesquita do norte da capital. A última vez que as autoridades britânicas decidiram elevar o nível de ameaça a “crítico” foi em maio, após o atentado suicida em Manchester, no norte da Inglaterra.

Prazo de inscrição em concurso fotográfico está chegando ao fim

A Câmara Municipal de Maringá encerrará, no próximo dia 21 (quinta-feira), o prazo de inscrições para a quarta edição do concurso fotográfico “As árvores do Passeio Público”.
O objetivo é eleger as melhores imagens registradas em ruas, praças ou jardins públicos da cidade. A candidatura poderá ser feita pessoalmente ou pelo Correio até o dia 21 de setembro. O regulamento completo e a ficha de inscrição estão à disposição dos interessados no site do Legislativo (www.cmm.pr.gov.br).
O concurso é aberto à participação de amadores e profissionais da área fotográfica. Cada inscrito poderá concorrer com até duas fotografias, tamanho 20x25cm, coloridas e em papel fosco, sem margem, juntamente com a ficha de inscrição.
Os trabalhos deverão ser acondicionados em envelope e deverão ser enviados pelo Correio ou entregues, na sede do legislativo maringaense, com a seguinte identificação:
Concurso Fotográfico “As Árvores do Passeio Público de Maringá” – Câmara Municipal de Maringá, Avenida Papa João XXIII, 239, Centro, Maringá – PR, CEP 87010-260.
A Mesa Executiva da Casa definirá uma Comissão Julgadora para analisar os trabalhos recebidos. Os autores das três fotografias com as melhores notas receberão certificados emitidos pela Câmara Municipal de Maringá, mencionando as respectivas colocações no concurso. Os demais concorrentes receberão certificados de participação.

Mais informações sobre o assunto poderão ser obtidas diretamente na Escola Legislativa ou pelo telefone: (44) 3027-4114. 

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Aos moradores de Marialva:

Câmara aprova projeto que cria 6 vagas para médicos especialistas com provimento por meio de concurso público

Por unanimidade, o plenário da Câmara Municipal de Marialva aprovou o Projeto de Lei (58/2017), do Poder Executivo, que cria vagas para cargos de médicos em diversas especialidades no quadro do pessoal efetivo da Administração.
Os cargos são para médico angiologista, dermatologista, neurologista, oftalmologista, otorrinolaringologista e urologista. Todos com carga horária de 20 horas, sendo o vencimento inicial de R$ 25,73 a hora, semanais e exigência mínima para provimento de ensino superior e 21 anos de idade. A contratação será feita por meio de concurso público.
“Vamos suprir a carência que existe no município. Com esse projeto percebemos que Victor Martini está encarando Marialva não como uma cidade de pequeno porte, mas de médio porte e dando condições de atendimento básico para toda população”, ressaltou Onesimo Bassan (PDT).
O vereador Wesley Araújo (PR) também comentou sobre a demanda dos munícipes com relação ao atendimento de especialistas. “Quantas pessoas, hoje, precisam sair de Marialva para procurar um especialista. Agora, vamos poder ter esses profissionais no nosso município”, disse.
Xuxa da Ambulância (PMDB) explicou que, atualmente, esse tipo de atendimento é ofertado pelo Município por meio do consórcio firmado com o Cisamusep. “Vamos otimizar o recurso. A Administração vai economizar com o consórcio e também com o translado dos pacientes e ainda diminuir a fila de espera por esses atendimentos ”, avaliou.
Luciano Grudi (PSC) ponderou que apesar da carga horária ser de 20 horas semanais, a contratação “é um avanço significativo para a saúde pública municipal”.
Josiane (PP) aproveitou a oportunidade para indicar ao Prefeito a construção de um Centro de Especialidades. “Um local para aglomerar esses profissionais e oferecer atendimento de alta complexidade”.

Paulo Barbado também elogiou a proposta. “O povo paga impostos e merecer ter um bom atendimento em troca. Vamos ver como será a atuação desses médicos na prática”, disse.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Maringá Futebol Clube volta a vencer na Taça FPF


Os 205 torcedores que estiveram na manhã do domingo (10) no Estádio Willie Davids em Maringá viram a equipe da casa vencer o time do Toledo, mas não convencer. O técnico da equipe maringaense não podia contar com Pedrão e Alef, suspensos; em seus lugares, entraram Gilberto na zaga e Ítalo no ataque, respectivamente. O meia Barreto também foi titular, entrando no lugar de Chinaqui que foi dispensado da equipe após o jogo contra o Rio Branco. No primeiro tempo o jogo foi eletrizante, com pressão incessante do Maringá e contra ataques rápidos e perigosos do Toledo. Em uma oportunidade, três jogadores da equipe toledana estavam prestes a ficar cara a cara com o goleiro Junior, mas o impedimento foi marcado. As chances da equipe da casa apareceram de diversas formas: jogadas individuais (principalmente com Junior Prego), cruzamentos e bons passes que levaram o Maringá a chegar muito perto do gol, mas a bola não balançava as redes. Ítalo teve chance incrível mas perdeu e, no contra ataque, a equipe de Toledo chegou a marcar o gol, posteriormente anulado pelo assistente alegando condição irregular do jogador da equipe. O goleiro do time adversário, Jonathan, foi o grande nome da primeira etapa, fazendo ótimas defesas que impediram o gol do time maringaense várias vezes; o zagueiro Victor também se destacou.
O segundo tempo começou morno, num ritmo totalmente diferente, com nenhuma das equipes chegando ao ataque com perigo. O técnico Fernando Marchiori percebeu que estava na hora de mudar e colocou Lucão no lugar de Éverton, mudança que não alterou muito o ritmo do jogo. Porém, quando o treinador tirou o meia Pacato, contestadíssimo por toda a torcida devido às más atuações em todos os jogos, e colocou a prata da casa, João Fenato, de 19 anos, o resultado veio rapidamente. Em seu segundo toque na bola, Fenato ajeitou sutilmente para Ítalo, que carregou a bola e bateu bem de fora da área, anotando o primeiro gol do Maringá. Com 1x0 no placar, a equipe da casa administrou o resultado até o final da partida.

Depois de muita insistência, Marchiori tirou o meia Pacato do jogo. Realmente, o jogador não vem jogando bem, cometendo erros infantis e acabando com as jogadas de ataque. Quando perguntado sobre as atuações do jogador, o técnico da equipe Maringaense respondeu que é momento, uma má fase. O que a torcida presente no estádio viu hoje foi uma substituição que deu muito certo, o que prova que os jogadores que estão no banco têm qualidade pra entrar e decidir um jogo e, portanto, merecem ser colocados em campo e, eventualmente, serem titulares, ainda mais com as atuações pífias e abaixo do esperado de diversos atuais titulares. Muitos dos jogadores esperam uma única oportunidade para mostrar seu futebol, enquanto alguns outros com baixo rendimento são mantidos no time. Resta esperar se tais jogadores que vêm mal estarão entre os 11 titulares que jogarão nesta quarta (13) contra o Iraty no Estádio Regional Willie Davids, às 20:15, partida adiada da quinta rodada devido ao acidente com o ônibus da equipe de Irati durante viagem com destino a Maringá.
Escrita por: Pedro Henrique Venturini.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Em tempos de crise, uma boa notícia para empresas

Decisão do STF aponta que ICMS não compõe a base de cálculo para incidência do PIS e da Cofins
 Bruno Spinella
Em períodos de crise, a palavra de ordem em qualquer empresa é enxugar gastos e produzir ao menor custo possível. É preciso olhar a organização em todos os seus setores. De compras ao recursos humanos, passando por logística, transporte. A palavra de ordem é otimização.
Nesse sentido, um dos aspectos que não pode ser ignorado, de forma alguma, é o tributário. Mesmo passando por dificuldades financeiras, há empresas que pagam muitos impostos indevidos, na maioria das vezes por falta de conhecimento ou mesmo de um olhar mais apurado a estas questões.
É preciso estar atento a todas as alterações legislativas, decisões proferidas pelos tribunais superiores, adequações na legislação tributária etc. Um exemplo recente de decisão que pode resultar no pagamento de menos tributos para as organizações está em um entendimento do Supremo Tribunal Federal.
No dia 15 de março deste ano, a Suprema Corte chegou à conclusão que o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social).
A Contribuição para o Cofins  e o PIS incidiam sobre o faturamento mensal, assim considerado a receita bruta das vendas de mercadorias, de mercadorias e serviços e de serviços de qualquer natureza (LC 70/91, art. 2º). No regime não-cumulativo (lucro real) as alíquota do PIS e Cofins são respectivamente 1,65% e 7,6% e, para o regime cumulativo (lucro presumido), 0,65% PIS e 3% Cofins.
Portanto, o ICMS não constitui receita operacional. A Constituição inviabiliza a tomada de valor referente a certo tributo como base de incidência de outro. Além disso, nem tudo o que contabilmente é considerado como receita pode sê-lo para fins de tributação. Isso porque, a receita, na norma concessiva de competência tributária, denota uma revelação de riqueza. É preciso considerar a receita sob a perspectiva do princípio da capacidade contributiva.
Também, a incidência do PIS e da Cofins sobre a parcela referente ao ICMS desvirtua a regra-matriz de incidência prevista constitucionalmente, pois se exige o pagamento de tributo tendo por hipótese de incidência um outro imposto.
Portanto, com a decisão do Supremo Tribunal Federal, foi fixada a seguinte tese:  O ICMS não compõe a base de cálculo do PIS e da COFINS. No entanto, a União entrou com pedido de modulação dos efeitos dessa decisão. Ocorrendo a modulação dos efeitos, o seja, estabelecida  uma data a partir da qual a decisão do STF surtirá efeitos, aqueles contribuintes que não ingressaram em juízo buscando a declaração de ilegalidade da cobrança, podem perder o direito de recebimento desses valores pagos indevidamente.


Bruno Spinella é advogado, sócio da Vieira, Spinella e Marchiotti Advogados Associados, com sede em Maringá-PR

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Torcida pede mudanças após resultados ruins em casa


Na manhã do domingo (3) a equipe do Maringá Futebol Clube jogou no Estádio Willie Davids contra o time do Foz do Iguaçu para tentar se redimir da derrota em casa na última quinta (31) para o Operário. O jogo começou com pressão da equipe maringaense buscando o gol logo cedo, mas tal pressão não surtiu muito efeito visto que a defesa da equipe da fronteira estava muito bem postada em campo. Porém, aos 20 minutos da primeira etapa, o lateral Junior Prego levou todos os marcadores em boa jogada pela esquerda, tocando para o polêmico artilheiro Alef Manga marcar seu quinto gol na competição e o primeiro do Maringá na partida. Após o gol, o primeiro tempo ficou morno, com apenas mais uma chance de perigo, para a equipe do Foz, quando a bola sobrou no meio de campo para o rápido Kady, que chutou cruzado obrigando o goleiro Junior a fazer boa defesa. Tudo indicava que o segundo tempo seria de mais pressão do time visitante, em busca do empate, mas isso não foi visto nos primeiros minutos. No entanto, em uma jogada trabalhada pelos atacantes da equipe iguaçuense e contando com falha da defesa, Gian Luca, artilheiro do time, anotou o primeiro tento para o Foz, sendo esse o seu quarto gol na competição. Após o revés, o Maringá FC começou a pressionar constantemente o adversário em busca do gol que até saiu, mas foi anulado pelo assistente, causando muita discussão entre os árbitros e a comissão técnica maringaense. Anteriormente, Lucão havia perdido um gol incrível cara a cara com o goleiro. No último lance da partida, o tricolor maringaense acertou uma bola no travessão do Foz, mas, apesar de toda pressão, o jogo terminou com o placar de 1x1.
A equipe, mesmo não vencendo, jogou melhor em relação ao jogo de quinta contra o Operário, mas não é isso que preocupa os torcedores tricolores. O técnico Fernando Marchiori vem priorizando jogadores de fora ao invés das pratas da casa que tem no elenco. O meia Pacato, que jogou os 90 minutos, não foi bem, assim como nas últimas partidas. Quando o Maringá tomou o gol de empate, Marchiori colocou o defensor Jardiel, ao invés de apostar em um jogador mais ofensivo. Os dois jogadores citados vieram por empréstimo da equipe do Londrina. O zagueiro Diogo também não vem atuando bem e falhou no gol da equipe adversária. Enquanto isso, Marchiori não relacionou Felipe Leitão, atacante da região que atuou bem pela equipe do Grêmio Maringá, nem Guilherme Cenci, zagueiro que fez dois gols nos jogos treino antes da competição e vinha jogando muito bem também, outro que teve boas atuações pelo Grêmio Maringá. No banco, o técnico não utilizou peças importantes como Luccas Barreto, meio campo que poderia entrar no lugar de Pacato e Chinaqui que jogaram mal e tardou ao colocar na partida o atacante Ítalo, que está no elenco desde o início do ano e também vinha participando bem, cumprindo sua função de marcar gols. O que o torcedor maringaense questiona é justamente isso: por que bons jogadores que vêm treinando desde o início do ano com a equipe não estão tendo oportunidades, enquanto o técnico Fernando Marchiori insiste nas más atuações de jogadores que vieram da base de outros times, como o Londrina, e em jogadores de sua confiança que não vêm dando resultado? Detalhe: grande parte do elenco da equipe iguaçuense, aproximadamente 80%, é formado por atletas da própria base. Será essa uma lição para o tricolor maringaense?


O próximo compromisso do Maringá Futebol Clube é na cidade de Paranaguá, contra o time do Rio Branco. Vale lembrar que o time da cidade canção está na terceira colocação da Taça FPF, com 10 pontos ganhos, atrás do próprio Foz com 13 pontos somados, único invicto na competição, tendo dois jogos a mais que o time maringaense e da equipe do Cascavel, que somou 13 pontos em 6 jogos (um a mais que o Maringá). A equipe de Cascavel lidera pois tem 4 vitórias, contra 3 do segundo colocado.

Nota de pesar.


É com grande tristeza e dor que comunico o falecimento de meu grande amigo Dirceu Oscar de Mattos! Amigo desde 01/05/1985, quando comecei a fazer plantão esportivo na Radio Cultura de Maringá, época em que Dirceu era diretor de árbitros na Liga Desportiva de Maringá, árbitro da Federação Paranaense de Futebol e também da CBF.

A minha família e a Equipe Alegria está em Luto! Perdemos o nosso excelente comentarista e um amigo de longa data.

Câmara Municipal inicia comemoração à Semana da Pátria



A Câmara Municipal de Maringá iniciou, hoje (4), a programação da semana `Pátria é Cidadania´ em comemoração à independência do Brasil. A primeira atividade foi a palestra com o ex-deputado constituinte Tadeu França aos alunos e professores dos Colégios José Gerardo Braga e Alfredo Moisés Maluf, durante a manhã, no plenário da Casa. Estiveram presentes ao evento o vice-prefeito Edson Scabora e vereadores.
A explanação de França focou as memórias dos períodos que atuou como vereador de Maringá, deputado federal e secretário de Estado. Foram 19 anos de vida pública que começaram no antigo MBD. “Era professor da UEM e morava no Jardim Alvorada, um dos bairros mais pobres da cidade que recebeu muitas famílias de cafeicultores atingidos pela geada de 1975. Fui candidato a pedido dos moradores e fiz uma campanha humilde que surpreendeu pelo resultado. Fui o segundo vereador mais votado da cidade naquela eleição”, lembrou França que também concedeu uma entrevista ao programa Câmara Cidadania, da TV Câmara Maringá, disponibilizada no canal 16 da Net, no site da Câmara (www.cmm.pr.gov.br) e no Youtube.
O destaque da palestra foram as lembranças de França sobre o cenário que permeou a elaboração da Constituição de 1988 onde ele explicou como eram costurados os acordos que deram origem às leis atuais. Apesar do momento conturbado na política nacional, ele acredita que o “Brasil tem jeito” e a Operação Lava Jato é um exemplo de esperança. “Tenho certeza que o Judiciário deixará marcas positivas, neste século, para o Brasil e o mundo. O lamaçal de corrupção que está sendo desvendado não é motivo para desânimo. Muito pelo contrário. A transparência que vivemos, hoje, mostra que a corrupção não vale à pena e que a política não é uma carreira e sim uma missão”, afirmou. Aposentado da política partidária e da universidade, França mantém a luta por seus ideais em movimentos populares da cidade.
Na programação definida para esta semana, a terça-feira (5) começa com a sessão ordinária onde haverá a entrega de brasão do município e título de mérito comunitário à presidente da Academia de Letras de Maringá, Jeanette Monteiro De Cnop, por iniciativa do vereador Onivaldo Barris (PHS). Na ocasião, a tribuna da Casa será utilizada pelo maestro Davi Oliveira que relatará a situação da Fundação e Teatro Luz Amor. Entre os presentes estarão membros dos grupos da Terceira Idade Palmeiras e Condomínio do Idoso. Às 19h30, será realizada a última sessão ordinária, da 4ª legislatura da Câmara Mirim.

Na quarta-feira (6), último dia da campanha cívica, será realizada a palestra “Brasil: da formação do Estado Nacional ao Passivo Social”, com o professor e radialista Gilson Aguiar para alunos e professores dos Colégios São Francisco Xavier e Gerardo Braga, às 9 horas. À noite, a partir das 19 horas, haverá sessão ordinária do Parlamento Jovem, coordenada pela Escola Legislativa.

domingo, 27 de agosto de 2017

Mais de mil pessoas são resgatadas em Houston


Mais de mil pessoas foram resgatadas das inundações que tomaram conta de Houston, no Texas, neste domingo. O estado americano foi atingido pelo furacão Harvey, que destruiu telhados, cortou árvores, desencadeou tornados e rápidas inundações e cortou a energia de quase 230 mil pessoas na noite de sábado.

De acordo com o Serviço Meteorológico Nacional dos Estados Unidos (NWS), a tempestade deixou pelo menos cinco mortos e dezenas de feridos ao passar pela cidade de Houston. Apesar de o NWS relatar cinco mortes, o Escritório do Xerife do condado de Harris, ao qual Houston pertence, só confirmou uma vítima fatal pelo furacão.

Canoa vira com 10 pessoas em Roraima


Uma canoa naufragou com 10 pessoas a bordo no rio Água Boa, em Roraima, na tarde do sábado. De acordo com informações da Polícia Militar do município de Caracaraí, duas mães pescavam com os filhos quando a embarcação virou.                                                                      

Dos tripulantes, cinco eram crianças. Uma adolescente, de 12 anos, teve a morte confirmada ontem mesmo, segundo a PM, e três permaneciam desaparecidos até a manhã de hoje. De acordo com a polícia, uma das vítimas tinha três anos, outra quatro e, a mais velha, de 14 anos, era portadora de necessidades especiais.

sábado, 19 de agosto de 2017

Nota de pesar do Maringá FC a respeito do acidente da delegação do Iraty.



"O Maringá Futebol Clube lamenta o acidente envolvendo o ônibus que levava a equipe de futebol do Iraty SC para Maringá nesta tarde, 19. De acordo com informações, todos os atletas e membros da comissão técnica estão bem e conscientes. Desejamos um bom retorno para Irati.
O jogo entre Maringá FC e Iraty, válido pela 5ª rodada da Taça FPF, que estava marcado para amanhã, 20, foi adiado pela Federação Paranaense de Futebol. Uma nova data para a partida será divulgada na segunda-feira, 21.
Informamos que os ingressos já adquiridos e emitidos para a partida são válidos para a nova data. Não é necessário trocar por uma nova entrada.
O Maringá FC tomará as medidas cabíveis nos próximos dias para os torcedores que compraram ingressos e não poderão comparecer ao jogo na nova data a ser marcada.


#ForçaIraty"

Delegação do Iraty sofre acidente e jogo entre o Maringá FC é adiado.






A delegação do Iraty Sport Club sofreu um acidente por volta das 14h deste sábado (19), na BR-153, próximo a Imbituva. A equipe se deslocava para Maringá onde enfrentaria o Maringá Futebol Clube neste domingo (20), pela 5ª rodada da Taça Federação Sub 23.     As informações do técnico Play de Freitas é de que alguns atletas se feriram no tombamento do ônibus e já foram socorridos. A maioria deles teve apenas escoriações e estão sendo atendidos no Hospital de Imbituva.                                                                  Estão em observação médica Sávio, Felipe, Guga, Marcão e Tiago, sendo este último transferido para a Santa Casa de Irati para a realização de exames. As informações preliminares são de que nenhum está em estado grave. O ônibus estava com 23 ocupantes.
Segundo o treinador, alguns jogadores que bateram a cabeça foram o lateral Leonardo Rigoni, o zagueiro Sávio, o meio-campista Guga, o goleiro Felipe. O próprio Play de Freitas estava recebendo atendimento médico e realizou um curativo no cotovelo no hospital de Imbituva, no momento que falava com nossa reportagem. “Guga, Sávio, Felipe, Marcão foram encaminhados para Irati, onde receberão atendimento melhor e tem mais recursos. A pista estava molhada. Por questão de economia, estávamos viajando num micro-ônibus, 20 e poucas pessoas. Ônibus pesado numa curva aconteceu esse tipo de coisa. Por isso, vamos repensar uma viagem dessa num micro-ônibus”, refletiu Play.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de dez a 12 pessoas ficaram feridas em decorrência do acidente. No total, o veículo era ocupado por 23 pessoas entre atletas e integrantes da comissão técnica. Até às 17 h, a pista seguia parcialmente interditada para remoção do micro-ônibus.
Partida adiada
A Federação Paranaense de Futebol (FPF) confirmou o adiamento da partida entre Maringá e Iraty, que seria realizada neste domingo, 20, às 11 h. Conforme Play, o elenco não tem condições psicológicas de seguir viagem para a região Norte do Estado. Nesse sentido, o treinador do Azulão já entrou em contato com o presidente do Maringá, João Regini, para comunicar sobre o fato ocorrido. Play também solicitou que o presidente do Iraty, Marcos Marques, repasse as informações sobre o acidente para o presidente da FPF, Hélio Cury. Durante a entrevista, Play questionou o fato que a federação estava solicitando imagens e o Boletim de Ocorrência (BO) da PRF, que está prestando atendimento no local, para cancelar a partida.
Em nota publicada em sua conta no facebook, a diretoria do Maringá lamentou o acidente e comunicou seus torcedores sobre o adiamento da partida. “O Maringá Futebol Clube lamenta o acidente envolvendo o ônibus que levava a equipe de futebol do Iraty SC para Maringá nesta tarde, 19. De acordo com informações, todos os atletas e membros da comissão técnica estão bem e conscientes. Desejamos um bom retorno para Irati. O jogo entre Maringá FC e Iraty, válido pela 5ª rodada da Taça FPF, que estava marcado para amanhã, 20, foi adiado pela Federação Paranaense de Futebol. Uma nova data para a partida será divulgada na segunda-feira, 21. Informamos que os ingressos já adquiridos e emitidos para a partida são válidos para a nova data. Não é necessário trocar por uma nova entrada. O Maringá FC tomará as medidas cabíveis nos próximos dias para os torcedores que compraram ingressos e não poderão comparecer no jogo na nova data a ser marcada".

Fonte: Folha de Irati/ Rádio Najuá

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Antes de enfrentar o Iraty, Maringá Futebol Clube anuncia novo reforço


Meio de campo chega, mas ainda não está disponível para estrear pelo tricolor

O Maringá Futebol Clube entra em campo no próximo domingo, às 11h00 para enfrentar o Iraty pela quinta rodada da Taça FPF. A partida vale a liderança do campeonato para o tricolor, já que, mesmo com um jogo a menos, está em segundo lugar com seis pontos e o Iraty com oito na primeira colocação.                                                                                                                     Mesmo com 28 atletas no elenco para a competição, o tricolor continua se reforçando, e hoje, 18, o meio de campo Matheus Simão, de 21 anos, foi apresentado como novo reforço da equipe. "Cheguei e fui muito bem recebido pelos meus companheiros e por todos do clube. Percebi que o ambiente aqui é muito bom, quero somar e ajudar a minha equipe ser campeã dessa copinha", destacou Simão. O atleta atuou pelo Inter de Bebedouro a Série B do Campeonato Paulista neste primeiro semestre e sua principal característica é a criação de jogadas. "Sou um meia de criação, procuro achar passes entre a zaga para os atacantes, sou um jogador leve que tem uma boa visão de jogo", finalizou o novo meio de campo do Maringá.         
Para essa partida o atleta ainda não estará disponível, mas o treinador Fernando Marchiori já conta com o atleta para os próximos jogos. Simão realizou sua categoria de base no Guarani e teve passagens por Barueri, Sev Hortolandia, Figueirense, Desportivo Brasil e Inter de Bebedouro antes de chegar ao Maringá.

Fonte: Assessoria de Imprensa MFC.

Câmara aprova punição para autores de maus-tratos aos animais, outros projetos também foram aprovados, confira:

Na sessão ordinária desta quinta-feira (17), o plenário da Câmara Municipal de Maringá aprovou, por 12 votos, em segunda discussão, projeto do vereador Flávio Mantovani (PPS) estabelecendo sanções e penalidades administrativas àqueles que praticarem maus-tratos aos animais. Neste caso, entende-se por maus-tratos toda e qualquer ação decorrente de imprudência, imperícia ou ato voluntário intencional que atende contra sua saúde e necessidades naturais, físicas e mentais. Também foi aprovada, por 10 votos, emenda aditiva, do vereador Homero Marchese (PV), definindo que não serão considerados maus-tratos a animais a prática regular de rodeio, prova de montaria, prova de laço, apartação, prova de rédeas, prova de balizas, prova dos três tambores, team penning, work penning, ranch sorting, hipismo clássico e hipismo rural.                                                                                                            Foi retirado de pauta, por 10 sessões consecutivas, projeto de lei complementar do vereador Jean Marques (PV) revogando o inciso V, do artigo 35, da lei complementar 567/2005, que institui o Código de Saúde Municipal sobre a organização, regulamentação, fiscalização e controle das ações dos serviços de saúde pelo município de Maringá e dá outras providências.
Em primeira discussão foi aprovado, por 12 votos, projeto do vereador Jean Marques (PV) declarando de utilidade pública a Associação Coiotes Maringá Running.
Em primeira discussão foi aprovado, por 12 votos, projeto de lei complementar do vereador Homero Marchese (PV) alterando a redação da lei complementar n. 488/2003, que fixa prazo para a conclusão dos procedimentos administrativos referentes à emissão de alvará de aprovação de projeto ou de alvará de construção.
Em segunda discussão foi aprovado, por 12 votos, projeto do vereador Belino Bravin (PP), Odair Fogueteiro (PHS) e William Gentil (PTB) dispondo sobre a instituição do prêmio Aluno Nota 10 na rede pública municipal de ensino. Ele consistirá na concessão de incentivo ao aluno que, ao final do ano letivo, for considerado o primeiro de sua classe ou obtiver a melhor média geral de notas de sua escola. O prêmio Aluno Nota 10 contemplará os estudantes entre o sexto e nono ano do ensino fundamental. O incentivo previsto no artigo anterior será representado pela entrega de troféu, certificado e o fornecimento de material escolar para o ano seguinte. O prêmio Aluno Nota 10 poderá ser estendido às instituições da rede privada de ensino interessadas, mediante a celebração de parcerias, nos termos ajustados entre as partes, caso em que o incentivo a ser conferido ao aluno premiado poderá ser a concessão de bolsa parcial ou integral de estudos. Emenda modificativa de Bravin define que o prêmio incluirá alunos matriculados do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental I. Emenda modificativa de Bravin estabelece que a premiação será o certificado e fornecimento de material escolar. Foi aprovada, por 12 votos, emenda modificativa no artigo I, caput, dos vereadores Bravin e Carlos Mariucci (PT), especificando o aluno que for considerado o primeiro de sua série, obtendo o melhor desempenho em frequência, disciplina, participação coletiva e média geral de nota de sua escola.
Em segunda discussão foi aprovado, por 12 votos, projeto de lei do vereador Belino Bravin (PP) alterando a redação da lei 5.855/2002 que disciplina o exercício do comércio ambulante em Maringá. O objetivo é proibir, no comércio ambulante, a venda de produtos industrializados, bem como salgados fritos e assados. Poderão exercer a atividade nos equipamentos utilizados para o comércio ambulante, além da pessoa licenciada, dois integrantes da família, desde que estejam cadastrados junto à Municipalidade, sendo vedada a manutenção de empregados. O texto também proíbe a construção de muretas, bem como qualquer mudança no carrinho que venha a desvirtuar a atividade; utilizar-se de encerados, lonas e plásticos para cobertura dos carrinhos; servir, nos carrinhos ambulantes, maionese, ketchup, mostarda ou qualquer outro tipo de molho ou condimento similar em sacos plásticos ou vidros; fica permitida a implantação de alicerce para a fixação do carrinho e para a instalação de água; é permitida a instalação de toldo retrátil para a cobertura nos carrinhos, desde que não atrapalhe o fluxo de pedestres e a visão de estabelecimentos comerciais.
Em segunda discussão foi aprovado, por 13 votos, projeto do vereador Mário Hossokawa (PP) dispondo sobre o fornecimento de repelentes contra insetos aos pais ou responsáveis de alunos matriculados nos estabelecimentos da rede pública municipal de ensino localizados próximos às áreas de fundo de vale. Foi aprovada, por 12 votos, emenda modificativa de Hossokawa estabelece que o fornecimento do repelente aos pais ou responsáveis ocorrerá durante o ano letivo; os repelentes deverão possuir eficácia comprovada contra o mosquito Aedes aegypti e ser indicados para crianças e adolescentes; os repelentes deverão ser disponibilizados pela secretária do estabelecimento de ensino, em quantidade suficiente, para possibilitar sua aplicação, cuja responsabilidade será dos pais ou responsáveis interessados.
Em segunda discussão foi aprovado, por 12 votos, projeto do vereador Do Carmo (PR) denominando Nicolau Yoshikatsu Hirata a rotatória sem denominação, situada na zona 47.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Grêmio finalmente pode ter sido negociado.

Aurélio Almeida (atual presidente)
Zebrão (provável comprador)

Com o fim da negociação entre A.A, André Astorga e Magrão, novas boatos surgiram sobre o Grêmio Maringá, desta vez envolvendo um possível racha no Maringá FC.
Comenta-se que João Curitiba e Paulinho Regine estariam isolados, praticamente sem funções no MFC, e que João Vítor estaria assumindo tudo, bem como já teria novos sócios para compor uma nova diretoria. Neste caso João e Paulinho estariam às voltas com negociações envolvendo o Grêmio, desta vez diretamente com A.A. Outra informação seria que o ex dono do MFC, Aparecido Regine, o Zebrão, estaria com negociações avançadas com Aurélio Almeida, tendo inclusive já fechado acordo financeiro aguardando apenas a assinatura do contrato.
Sobre estes fatos ou boatos, enviamos perguntas para a assessoria de imprensa do MFC, que prontamente respondeu nossa reportagem, dizendo desconhecer tais acontecimentos e que a diretoria está bem unida e cada membro desempenha suas funções normalmente.
Em contato com Zebrão, o mesmo confirmou que existe a negociação e que: “Pode dar Certo”.
Outras informações de bastidores dão conta que A.A chegará  na terça (15.08) para assinar a transferência do clube e logo em seguida o novo dono da marca Grêmio dará entrevista em uma emissora de TV.

Aguardamos novas informações que possam comprovar a veracidade do fato ou se tratar de mero boato, uma vez que em se tratando do Grêmio de AA, temos que usar a velha frase: “Só Acredito Vendo!”

Audiência pública discutirá preço dos combustíveis em Maringá

No próximo dia 18 (sexta-feira), a Câmara Municipal de Maringá realizará uma audiência pública para discutir o preço dos combustíveis na cidade. O encontro será realizado no Plenário da Casa, às 19 horas, por iniciativa do vereador Alex Chaves (PHS). A intenção é reunir todos os segmentos da sociedade para encontrar uma resposta à pergunta e validar o trabalho do Ministério Público e Procon.
 “O interesse do consumidor faz parte da minha plataforma eleitoral. Sempre tive interesse pelo assunto e já propus outros projetos relativos a ele como, por exemplo, o limite de tempo para atendimento do cliente bancário. Espero a mobilização das pessoas e, consequentemente, a redução no preço dos combustíveis em Maringá. Não é possível estarmos perto dos distribuidores e pagarmos mais caro que outros municípios mais distantes”, esclareceu Chaves.                                                                                         O evento é aberto comunidade e está sendo divulgado nos veículos de comunicação da cidade e nas redes sociais.


quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Negociação paralisada entre André Astorga, Magrão e Aurélio Almeida!

Aurélio disse que teria negociado o time com o Magrão e Astorga, que na qual, Magrão ficaria com 50% do time, e Enoque e Astorga com os outros 50%. Dentre as possibilidades para não acontecer a negociação surgiram vários boatos a partir de torcedores, uma de que AA queria ficar em oculto sem um desligamento total do Grêmio na parte que iria para Magrão, outra seria que Astorga não teria o dinheiro para pagar sua parte e finalmente a de que AA não deixaria o time em hipótese nenhuma, entregando o time e permanecendo em oculto.
   Como nenhum contrato foi assinado, como se esperava, os torcedores revoltados, foram para cima de A.A, pressionando-o e exigindo sua saída imediata, e acabaram por receber xingamentos e foram menosprezados por Almeida, que seu referiu a torcida organizada como “Gatos Pingados”, ademais, disse que se a torcida continuar lhe ofendendo, ele proibiria a Galo Terror de adentrar ao WD e acompanhar os jogos.
Sobre este assunto mantivemos contato com André Astorga, que antes de nos dar uma resposta reenviou as perguntas para o Magrão e posteriormente nos disse que não tinha nada a declarar.

Já Magrão nos enviou uma nota, pelo WhatsApp, explicando o que na verdade está acontecendo:
“Aurelio ..soltou um audio no Grupo dizendo que queria passar o clube pra mim e para o astorga.  
O astorga por ter feito um bom trabalho ..No paranavai ..mesmo nao conseguindo cumprir com os compromissos financeiros ..Pelas dificuldades enfrentadas ....E eu por ter feito um bom trabalho aqui tbm ..E por ter sido correto com ele o que sempre fui em toda minha vida .....Fui p ajudar o Gremio e ajudei inclusive ajudei financeiramente ..E com os meus amigos empresarios ..Tbm                                                                                                                Foi ai que eu e o astorga sentamos ..E conversamos ..E ver que tipo de proposta fariamos p Aurelio ....Chegamos em um acordo que tentariamos fechar e que se fechassemos seria 50% para cada um ..Ou seja se fechasse por 200.000 ..Seria 100.000 cada um ....Se fosse 300.000 ..150.000 cada                                                                                                             Se fosse 700.000 ..350.000 cada ...........Se fosse um milhao  500.000 cada ..                        E claro que ninguem iria pagar esses valores Altos ..Em um negociacao quem esta vendendo pode pedir o valor que quiser e voce paga aquilo que vc tem condicoes ..........E chegamos num acordo tbm que se comprassemos o astorga assumiria todas as dividas no nome dele ......entao e o seguinte estavamos negociando somente  nao tinha nada certo mais se fechasse seria no cartorio ..E so se o aurelio saisse 100%  ....Na verdade ele quer vender por um valor que ele acha que vale e nos queremos pagar o valor que temos condicoes de pagar o astorga na verdade nao e que ele desistiu ele queria pagar 10.000 por mes ..Nos chegamos a oferecer 300.000 e o aurelio nao aceitou ..Ele so quer a vista ..Mais posso te afirmar com certeza ..Eu so iria comprrar p tentar organizar o clube e atrair pessoas do bem p o projeto ..Essa era minha intencao nao quero ser presidente pq presidente de time tem que ter dinheiro ......O negocio do kadu foi diferente kadu comprou e nao pagou .........De tudo isso eu posso afirmar o aurelio nao vai entregar o clube de graca ou aparece alguem que paga ele ou ele nao entrega ..E diante de toda essa especulacao que foi gerada torcida dando palpite pessoas com interesses no clube eu posso afirmar que agora nem se o aurelio entregar de graca eu quero mais nao tem mais interesse”

Será que o Aurélio está tentando achar alguém que esteja a frente com o nome, sendo que, ele estaria por trás da compra e comandando o clube, uma vez que em quase todas as negociações ele acaba pulando fora quando a condição é ele deixar 100% o clube?



CNH vencida há mais de 30 dias não será cancelada


Voltou a circular ontem em redes sociais e no WhatsApp um boato criado em agosto de 2016 e que trata de um tema caro aos brasileiros: a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).                                                                     
Segundo a notícia falsa, reencarnada pelo blog Central G20 e replicada em outros sites, o Senado aprovou uma lei que cancela as carteiras de motorista após 30 dias do vencimento delas e faz com que, depois desse prazo, seja necessário passar por todas as aulas e todos os testes para voltar a dirigir. A nova regra, diz o boato, passaria a valer a partir do dia 25 de outubro.                           
O texto, replicado abaixo, é acompanhado do tradicional pedido dos inventores de lorotas online para expandir o alcance delas: “avise seus amigos e parentes”.
“O Senado Federal aprovou nesta segunda feira um projeto de lei n° 155/2017 que cancela automaticamente toda e qualquer CNH com mais de 30 dias de vencimento.
A lei visa diminuir o número de motoristas com carteiras de habilitação irregulares, além de aumentar a arrecadação de dinheiro por meio do DETRAN.
De acordo com parlamentares, a lei passará a valer a partir do dia 25/10/2017, prazo estipulado para que todos os motoristas se regularizem com o órgão.
Em caso de não atualização da CNH no prazo de 30 dias úteis, o documento será cancelado, e o motorista terá que cumprir do início com todas as provas, teóricas e práticas e exames médicos e psicológicos.
Faça sua parte. Avise seus parentes e amigos. Quanto antes tomarem as medidas para a atualização, menos dor de cabeça irão ter”

Para começo de conversa, o projeto de lei informado pela notícia falsa, de número 155/2017, sequer pretende cancelar carteiras de motorista vencidas há mais de 30 dias para “diminuir o número de carteiras de habilitação irregulares” e “aumentar a arrecadação” do DETRAN.                                              
O Projeto de Lei do Senado (PLS) 155/2017, de autoria do senador Telmário Mota (PTB-RR), quer alterar a lei nº 10.048, aprovada em 2000, para dar prioridade de atendimento a pessoas com deficiência “em qualquer serviço prestado por repartições públicas, empresas concessionárias de serviços públicos e instituições financeiras”.                                                                          
A proposta de Mota quer garantir nestes serviços, por exemplo, intérpretes de Libras no auxílio ao atendimento a deficientes auditivos, além de “outros profissionais capacitados”. O PLS 155/2017 tramita na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado e tem como relator o senador Romário (Podemos-RJ).

Governo sanciona LDO, e salário mínimo vai a R$ 979 em 2018


O presidente Michel Temer sancionou, com vetos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018. A LDO estabelece as metas e prioridades do governo para o ano seguinte e orienta a elaboração da lei orçamentária anual. O texto sancionado está publicado na edição de hoje (9) do Diário Oficial da União.
O texto sancionado mantém a meta fiscal proposta pelo governo e prevê, para 2018, um deficit primário de 131,3 bilhões de reais para o conjunto do setor público consolidado (que engloba o governo federal, os estados, municípios e as empresas estatais), sendo 129 bilhões de reais para os orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União e 3,5 bilhões de reais para o Programa de Dispêndios Globais.
A LDO estipula o aumento do salário mínimo de 937 para 979 reais. Também projeta um crescimento real da economia brasileira de 2,5%, taxa básica de juros (Selic) em 9%, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 4,5% no ano e o dólar a 3,40 reais no fim de 2018.

Essa será a primeira LDO a entrar em vigor após aprovação do teto de gastos públicos, que atrela os gastos à inflação do ano anterior, por um período de vinte anos.

Alunos são flagrados ingerindo bebida alcoólica durante a aula


O Conselho Tutelar da Zona Norte foi chamado na manhã desta quarta-feira (9) pela direção da Escola Estadual João de Faria Pioli, que fica na Vila Morangueira, para tratar de um assunto extremamente grave. Alguns alunos foram flagrados ingerindo vodka dentro do estabelecimento de ensino. As professoras desconfiaram do comportamento dos meninos e meninas e pegaram duas garrafas de água que tinha vodka dentro.
O conselhereiro, Jesiel Carrara, foi até a escola onde foi recebido pela diretora Joana benta Peres. Depois de uma conversa e vendo que o assunto era grave, pais e a Polícia Militar também foram chamados na escola. De acordo com o Conselho Tutelar, os alunos que foram identificados ingerindo bebida alcoólica têm entre 12 e 14 anos.
Uma das alunas confessou que recebeu o dinheiro de outra amiga para comprar a vodka chamada "Balalaika" em um estabelecimento comercial que fica localizado na Avenida São Domingos. Jesiel Carrara disse que tem havido em Maringá, essa prática comum de venda de bebida alcoólica para menores de idade. Um trabalho de investigação para identificação destes comerciantes será efetuado.

“Vender bebida alcoólica para menor de idade é uma contravenção penal que prevê prisão de 2 a 4 anos e multa de até R$ 3 mil”, diz. “Será um trabalho de conscientização, mas para que também sirva de exemplo para os demais comerciantes”. Já os pais foram orientados pelo Conselho Tutelar de Maringá em conversar com os filhos sobre o assunto de álcool e drogas fora e dentro de escola. 
Fonte: André Almenara

Câmara aprova criação da Cápsula do Tempo


Na sessão ordinária desta terça-feira (8), o plenário da Câmara Municipal de Maringá aprovou, por 13 votos, em primeira discussão, projeto dos vereadores Alex Chaves (PHS), Belino Bravin (PP), Odair Fogueteiro (PHS), Sidnei Telles (PSD) e Carlos Mariucci (PT), instituindo o projeto de ação cultural denominado Cápsula do Tempo no Município de Maringá. Trata-se de uma urna, de fechamento hermético, especialmente projetada para acondicionar materiais impressos e objetos diversos tais como:  documentos do Poder Executivo, documentos do Poder Legislativo, periódicos, mensagens, folhetos, fotografias do município, vídeos, fitas de gravação, CD-players, moedas, aparelhos tecnológicos, outros documentos e objetos que digam respeito à história do município, suas tradições, sua cultura, bem como ao cotidiano, problemas e anseios de sua população. A intenção é que, após o acondicionamento dos materiais em solenidade pública, ela seja aberta ao público, em solenidade oficial, por ocasião das comemorações do centenário de fundação do município de Maringá, em 10 de maio de 2047. Foi aprovada, por 13 votos, emenda supressiva do vereador Alex Chaves (PHS) do parágrafo 3º, do artigo 3º, que incumbia a Administração Municipal pela guarda da referida urna, mantendo-a no interior do ônibus do projeto “Eu Amo Maringá”, devidamente identificada, lacrada e afixada de modo a dificultar a sua remoção. Foi aprovada, por 13 votos, emenda modificativa relativa ao texto do parágrafo 2º, do artigo 3º, estabelecendo que a Administração Municipal, por meio de seu órgão competente, será responsável pela seleção dos objetos que serão inseridos na Cápsula do Tempo bem como pela definição do local de sua exibição.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Negociação confirmada entre Aurélio Almeida e a dupla Magrão e André Astorga

Aurélio Almeida confirma ter negociado o Grêmio Maringá.                        
Em áudio enviado para a torcida Galo Terror AA afirmou que negociou o clube com a dupla Magrão e André Astorga.                                                    
O atual presidente do Grêmio (até então) disse que a dupla seria a única com capacidade de tocar o time e fazer as devidas melhorias, e que, com isso, o time continuaria pertencendo a Maringá e aos torcedores.  A torcida Galo Terror tem grande importância neste acontecimento, pois sempre pressionou que Aurélio Almeida saísse do Grêmio, lutando para que o time não morresse, ademais, sempre se manteve a par dos acontecimentos e das possíveis negociações, barrando qualquer tipo de acordo que prejudicasse o time.                                                                                                                        
A.A diz que o time deve começar os trabalhos com certa “urgência” para que, pelo menos, em três anos, o GEM esteja de volta a primeira divisão.                                                                                                                   
Almeida está de mudança para Brasilia, onde vai trabalhar em mais um time de sua propriedade, chamado Galáxia, e só voltará para assinar os papéis de transferência.
OBS: A negociação foi confirmada pelo Magrão, que disse se pronunciar oficialmente após a concretização do negócio.

Confira o áudio:

Solenidade comemora 80 anos da imigração japonesa em Marialva


Na noite da quarta-feira (2), a Câmara Municipal de Marialva faz uma homenagem aos 80 anos da Imigração Japonesa em Marialva. Durante o evento que terá início às 19h30, a ACEM (Associação Cultural Esportiva Marialvense) receberá título de Moção de Congratulação, Aplauso e Confiança devido ao trabalho de preservação da tradição nipônica no município.
 O advogado, ex-vereador e membro da diretoria da ACEM, Nelson Yukio Inumaru, afirma ser impossível desassociar a história da ACEM da história da imigração japonesa no Município. Ele conta que “Em 1940, antes mesmo de existir Marialva, já havia um grupo formado por 32 famílias nipônicas que por aqui viviam”. 
 Folheando um livro, Nelson mostra, orgulhoso, a foto da equipe de beisebol da ACEM, vencedora no Campeonato Paranaense de Beisebol que aconteceu na cidade de Assaí em 1963, e o registro dos participantes do primeiro concurso de canto realizado em 1969.
 A proximidade entre Marialva e o Japão é visível ao andar pela cidade. Além do monumento oriental construído na praça ao lado do fórum, entre as ruas Washington Luiz e Domingos de Moraes, e do templo da Seicho-no-ie, na rua Nossa Senhora do Rocio, é possível notar a influência nipônica na gastronomia e no comércio local.
 Há um ano, Édio Yasunaka abriu o restaurante Ichiban (em português, “o primeiro”) na Avenida Colombo. O diferencial do cardápio são os sushis e sashimis preparados com carinho pela esposa. “95 % da nossa clientela não é japonesa”, observa.
 Na rua Formosa, Takashi Yamamoto mantém a frutaria há mais de 40 anos. Natural de Paraíso do Norte, ele conta que sua família veio para Marialva em 1957 e que aprendeu com o pai o ofício do comércio. Pai de três filhos, Takashi diz que nos dias de hoje é difícil manter a tradição. “A gente até tenta passar para os filhos, mas a molecada não segue”, lamenta.

Pioneiros na viticultura, na fotografia e no comércio

Há 110 anos, em 19 de junho de 1908, o navio Kasato Maru ancorava no porto de Santos. 781 japoneses desembarcavam no Brasil. Na época, o mundo passava por transformações. O Japão, depois de 200 anos de isolamento, tentava driblar a crise econômica abrindo as portas para o comércio exterior. O Brasil havia recentemente proclamado a República e abolido a escravidão e precisava de mão de obra. Atraídos pelo sonho de vida melhor, os imigrantes tiveram de aprender a conviver com uma cultura totalmente diferente.
 Marialva, a 713 km de distância do porto paulista, foi um dos destinos escolhidos pelos japoneses. Por aqui, eles foram pioneiros no cultivo do café e ajudaram a construir o município. Sakurai, Miyamoto, Uchimura, Tomita e Yokota foram as primeiras famílias a se instalarem por aqui em 1937.
 Com a “geada negra” em 1975, muitos produtores tiveram que migrar para outras regiões. Poucos preferiram permanecer e redesenhar a economia regional, diversificando o plantio. A saída encontrada por Toshikatsu Wakita e Keiji Yamanaka foi a viticultura. A opção se mostrou viável e, atraídos pelos bons resultados, outros produtores locais se dedicaram ao cultivo da uva Itália e demais variedades – dando à Marialva o título de “Capital da Uva Fina”.

 Além da viticultura, os japoneses também foram pioneiros em outras áreas no Município. Shigueyoshi Sawaki foi o primeiro fotógrafo profissional de Marialva, Assao Inumaru, o primeiro alfaiate e a “Casa Alegre”, pertencente à família Sassano, foi a primeira casa de secos e molhados da cidade.

Oposição não consegue votos suficientes e processo contra Temer é arquivado


A Câmara dos Deputados rejeitou na noite desta a denúncia contra o presidente Michel Temer. O voto de número 172 foi da deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ). Mas antes do voto da parlamentar, o governo já tinha conseguido matematicamente barrar a denúncia, considerando a soma dos votos a favor do parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) contrário à admissibilidade da denúncia, ausências (13) e abstenções (1).
Isso porque eram necessários o mínimo de 342 votos contra o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) e, com isso, autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar o presidente. A vitória do governo foi conquistada durante a votação da bancada do Rio de Janeiro.
Com o resultado, a Câmara não aprova a admissibilidade para que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue Temer.
Com essa decisão, a denúncia é suspensa e só pode ser retomada depois que Temer deixar a Presidência da República. No dia 26 de junho, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF a denúncia contra Temer, com base na delação premiada de Joesley Batista, dono do grupo JBS. Foi a primeira vez que um presidente da República foi alvo de um pedido de investigação no exercício do mandato.
Três dias depois, a presidente do STF, ministra Cármem Lúcia, enviou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a denúncia com pedido de autorização para que a Corte Máxima do país possa investigar Temer.
Com o impedimento da autorização, caberá ao presidente da Câmara dos Deputados comunicar ao STF o resultado da votação e a impossibilidade de abrir investigação contra o presidente.

Votação
A primeira sessão começou pontualmente às 9h. A oposição apresentou cinco requerimentos pedindo o adiamento da votação, mas todos foram rejeitados. Cinco deputados da oposição chegaram a protocolar no Supremo Tribunal Federal (STF) um mandado de segurança pedindo que a Corte garantisse, por meio de uma liminar com efeito imediato, a manifestação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no plenário da Câmara. O pedido foi indeferido pela ministra Rosa Weber, do STF.
Durante a sessão, o relator do parecer Abi-Ackel e o advogado de Temer, Antônio Maris, falaram e defenderam o arquivamento da denúncia. Depois, deputados contra e a favor do parecer se revezaram no microfone para apresentar seus posicionamentos. Após cinco horas de debate, Rodrigo Maia encerrou a primeira sessão. Pelo regimento da Casa, a sessão deliberativa pode durar quatro horas, prorrogáveis por mais uma. Se não estiver em andamento nenhuma votação, a sessão deve ser encerrada e o presidente deve abrir outra. Com isso, uma nova sessão foi aberta e começou a recontagem do quórum em plenário, com a oposição voltando a apresentar os requerimentos de adiamento da votação.

A base governista reuniu quórum necessário e os debates foram retomados, com os partidos encaminhando a votação das bancadas, quando orientam os deputados como devem votar. Após o encaminhamento, Maia iniciou a votação nominal: cada deputado era chamado ao microfone para proferir seu voto.
A votação foi marcada por troca de ofensas entre governistas e oposicionistas e até momentos de tumulto.